‚ÄúHidrologia √© a ci√™ncia que trata da √°gua na Terra, sua ocorr√™ncia, circula√ß√£o e distribui√ß√£o, suas propriedades f√≠sicas e qu√≠micas e sua rea√ß√£o com o meio ambiente, incluindo sua rela√ß√£o com as formas vivas‚ÄĚ (Tucci, 1993, p.25).

A hidrologia dá suporte a estudos ambientais, energéticos, planejamento urbano para várias atividades humanas (usinas hidrelétricas, comitês de bacias, prefeituras, defesa civil, ANA, ONS).

A hidrossedimentologia √© a uma divis√£o da hidrologia que engloba a din√Ęmica da √°gua e dos sedimentos por meio do estudo da eros√£o h√≠drica, do transporte e deposi√ß√£o de sedimentos em leitos fluviais (Carvalho, 1994).

Os modelos hidrol√≥gicos s√£o ferramentas que possibilitam a representa√ß√£o da intera√ß√£o entre precipita√ß√£o e escoamento superficial, j√° os¬†modelos hidrodin√Ęmicos¬†utilizam como base leis de conserva√ß√£o de massa e energia para descrever o escoamento de flu√≠dos, ambos com o objetivo de entendimento, monitoramento ou previs√£o do comportamento de uma bacia hidrogr√°fica (TUCCI, 1998).

Atuação:

  • Modelagem hidrol√≥gica: Chuva x vaz√£o, previs√Ķes de vaz√Ķes;
  • C√°lculo da cheia m√°xima prov√°vel e precipita√ß√£o m√°xima prov√°vel;
  • Modelagem costeira e continental da √°gua em 1d, 2d, 3d:
    • Hidrodin√Ęmico, qualidade de √°gua, morfologia do fundo, dragagem;
    • C√°lculo de cen√°rios de √°reas alagadas em rios, reservat√≥rio, estu√°rios e mar.
  • PAE: plano de a√ß√Ķes emerg√™ncias de barragens em caso de ruptura.
    • C√°lculo das √°reas alagadas devido a ruptura de Barragens;
  • Regionaliza√ß√£o de dados hidrometeorol√≥gicos;
  • Caracteriza√ß√£o H√≠drica e Ambiental automatizada;
  • Gerenciados inteligente e orientado para dados hidrometeorol√≥gicos e ambientais;
  • Estudos hidrossedimentol√≥gicos:
    • An√°lise da vida √ļtil de reservat√≥rios (assoreamento);
    • An√°lise do transporte de sedimentos em rios.
  • Consist√™ncia de dados hidrometeorol√≥gicos;
  • Estudo de g√°s de efeito estufa em reservat√≥rios

 

Serviços realizados:

  • Parecer t√©cnico referente √† qualidade da √°gua e √† hidrossedimentologia do rio Madeira, na regi√£o da UHE Santo Ant√īnio, Santo Ant√īnio Energia (2020).
  • Simula√ß√Ķes hidrodin√Ęmicas para atualiza√ß√£o de mapas das √°reas alagadas devido √†s cheias e √† hipot√©tica ruptura da barragem da UHE Governador Jos√© Richa considerando a exist√™ncia a UHE Baixo Igua√ßu, COPEL (2019);
  • Plano de A√ß√Ķes Emergenciais (PAE) para 6 barragens: Pezzi, Passo do Meio, S. Cavalinhos, Ca√ßador, Linha Em√≠lia e Cotipor√£, Brookfield (2018);
  • Avalia√ß√£o do efeito do reservat√≥rio da UHE Baixo Igua√ßu na hidrodin√Ęmica de cheias no vale do Cotegipe, COPEL (2018);
  • Simula√ß√Ķes Hidrodin√Ęmicas e Elabora√ß√£o de Mapas das √Āreas Alagadas Devido √†s Cheias Naturais e √† Hipot√©tica Ruptura das Barragens dos Reservat√≥rios de Fiu e Apucaraninha, COPEL (2017);
  • Simula√ß√Ķes Hidrodin√Ęmicas e Elabora√ß√£o de Mapas das √Āreas Alagadas Devido √†s Cheias Naturais e √† Hipot√©tica Ruptura das Barragens dos S√£o Jorge e Pitangui, COPEL (2017);
  • Estudos necess√°rios √†s atividades de dragagem previstas para a instala√ß√£o do novo terminal portu√°rio da empresa Novo Porto, Novo Porto (2015);
  • An√°lise de frequ√™ncia de vaz√Ķes m√°ximas regionais na bacia do rio Cavernoso, COPEL (2015);
  • An√°lise de chuva e vaz√Ķes extremas na bacia do rio Cavernoso com enfoque na regi√£o da PCH Cavernoso II, COPEL (2015);
  • An√°lise comparativa dos eventos de precipita√ß√£o, COPEL (2015);
  • Produ√ß√£o de mapas de alagamento para diversas vaz√Ķes defluentes da UHE Salto Caxias, COPEL (2015);
  • An√°lise do evento de cheia de 2014 do rio Cotegipe no trecho do antigo leito do rio Igua√ßu atrav√©s do modelo hidrodin√Ęmico, COPEL (2015);
  • Reestrutura√ß√£o do sistema de gerenciamento da opera√ß√£o dos Reservat√≥rios Piraquara I, Piraquara II e Ira√≠, e das capta√ß√Ķes dos rios Ira√≠ e Igua√ßu, atualizando a sua estrutura e implantando mais op√ß√Ķes de processamento, SANEPAR (2013);
  • Estudos de revis√£o, consist√™ncia e extens√£o de s√©ries hidrol√≥gicas nos rios Teles Pires e Apiac√°s – UHE’s Col√≠der, Sinop, S√£o Manoel e Foz do Apiac√°s, COPEL (2012);
  • PAE para a barragem de Barra do Bra√ļna, Brookfield (2012);
  • Estudo da Hipot√©tica ruptura da barragem da UHE Chaglla no Peru, Intertechne (2012);
  • Analise das enchentes do rio Ressaca; Resposta aos quesitos solicitados pela vara ambiental de Curitiba referente √† a√ß√£o civil p√ļblica n¬ļ 97.00.07678-4, MPF (2010);
  • PAE para a UHE Capivari-Cachoeira, COPEL (2010);
  • Monitoramento e manuten√ß√£o da esta√ß√£o hidrol√≥gica convencional do rio Cavernoso e manuten√ß√£o das esta√ß√Ķes telem√©tricas, Tractbel Energia (2010);
  • PAE para 4 barragens: Foz do Areia, Segredo, D. Jordao, Salto Caxias, COPEL (2009);
  • Estudo da influ√™ncia da UHE GPS no processo de assoreamento da ba√≠a de antonina, COPEL (2007);
  • Entre outros.

 

Serviços em andamento:

  • An√°lise e Diagnostico do impacto ambiental da ruptura da barragem de Fund√£o:
    • Assoreamento dos reservat√≥rios de Candonga, Baguari, Aimores e Mascarenhas,
    • Pluma da lama de Fund√£o no Mar: Modelagem hidrodin√Ęmica tridimensional.
  • Impacto do transporte de sedimentos no rio Doce.

 

Para mais informa√ß√Ķes, envie um e-mail para comercial@lactec.org.br ou¬†solicite uma proposta.