“Hidrologia é a ciência que trata da água na Terra, sua ocorrência, circulação e distribuição, suas propriedades físicas e químicas e sua reação com o meio ambiente, incluindo sua relação com as formas vivas” (Tucci, 1993, p.25).

A hidrologia dá suporte a estudos ambientais, energéticos, planejamento urbano para várias atividades humanas (usinas hidrelétricas, comitês de bacias, prefeituras, defesa civil, ANA, ONS).

A hidrossedimentologia é a uma divisão da hidrologia que engloba a dinâmica da água e dos sedimentos por meio do estudo da erosão hídrica, do transporte e deposição de sedimentos em leitos fluviais (Carvalho, 1994).

Os modelos hidrológicos são ferramentas que possibilitam a representação da interação entre precipitação e escoamento superficial, já os modelos hidrodinâmicos utilizam como base leis de conservação de massa e energia para descrever o escoamento de fluídos, ambos com o objetivo de entendimento, monitoramento ou previsão do comportamento de uma bacia hidrográfica (TUCCI, 1998).

Atuação:

  • Modelagem hidrológica: Chuva x vazão, previsões de vazões;
  • Cálculo da cheia máxima provável e precipitação máxima provável;
  • Modelagem costeira e continental da água em 1d, 2d, 3d:
    • Hidrodinâmico, qualidade de água, morfologia do fundo, dragagem;
    • Cálculo de cenários de áreas alagadas em rios, reservatório, estuários e mar.
  • PAE: plano de ações emergências de barragens em caso de ruptura.
    • Cálculo das áreas alagadas devido a ruptura de Barragens;
  • Regionalização de dados hidrometeorológicos;
  • Caracterização Hídrica e Ambiental automatizada;
  • Gerenciados inteligente e orientado para dados hidrometeorológicos e ambientais;
  • Estudos hidrossedimentológicos:
    • Análise da vida útil de reservatórios (assoreamento);
    • Análise do transporte de sedimentos em rios.
  • Consistência de dados hidrometeorológicos;
  • Estudo de gás de efeito estufa em reservatórios

 

Serviços realizados:

  • Parecer técnico referente à qualidade da água e à hidrossedimentologia do rio Madeira, na região da UHE Santo Antônio, Santo Antônio Energia.
  • Simulações hidrodinâmicas para atualização de mapas das áreas alagadas devido às cheias e à hipotética ruptura da barragem da UHE Governador José Richa considerando a existência a UHE Baixo Iguaçu, COPEL.
  • Plano de Ações Emergenciais (PAE) para 6 barragens: Pezzi, Passo do Meio, S. Cavalinhos, Caçador, Linha Emília e Cotiporã, Brookfield.
  • Avaliação do efeito do reservatório da UHE Baixo Iguaçu na hidrodinâmica de cheias no vale do Cotegipe, COPEL.
  • Simulações Hidrodinâmicas e Elaboração de Mapas das Áreas Alagadas Devido às Cheias Naturais e à Hipotética Ruptura das Barragens dos Reservatórios de Fiu e Apucaraninha, COPEL.
  • Simulações Hidrodinâmicas e Elaboração de Mapas das Áreas Alagadas Devido às Cheias Naturais e à Hipotética Ruptura das Barragens dos São Jorge e Pitangui, COPEL.
  • Análise e Diagnostico do impacto ambiental da ruptura da barragem de Fundão:
    • Assoreamento dos reservatórios de Candonga, Baguari, Aimores e Mascarenhas.
    • Pluma da lama de Fundão no Mar: Modelagem hidrodinâmica tridimensional.
  • Impacto do transporte de sedimentos no rio Doce.